Postagens Recentes

6/recent/ticker-posts

Mercúrio deixa de ser o corpo celeste mais próximo ao Sol, após descoberta científica


 

Um grupo de cientistas da Universidade Brown e do Instituto Carnegie descobriu que um corpo celeste, desconhecido até o momento, está em uma posição mais próxima ao Sol que Mercúrio, primeiro planeta do Sistema Solar. As observações foram feitas usando um novo telescópio do Observatório Interamericano de Cerro Tololo, Chile.

Asteroide 2021 PH27

O objeto recém descoberto é um asteroide batizado de 2021 PH27, que consegue dar uma volta ao redor do Sol em 113 dias. O corpo celeste detectado tem aproximadamente um quilômetro de diâmetro e se encontra a quase 20 bilhões de quilômetros do Sol. Além disso, está localizado em uma órbita elíptica bastante inclinada, que atravessa Vênus e Mercúrio.

Por estar tão perto do Sol, o 2021 PH27 experimenta fortemente os efeitos de seu campo gravitacional, conforme descrito pela Relatividade Geral, em particular, a rotação de sua órbita, um fenômeno conhecido como precessão apsidal. Antes da descoberta desse corpo celeste, Mercúrio tinha a precessão apsidal mais forte do Sistema Solar. Embora o período orbital do planeta seja mais curto (apenas 88 dias) sua órbita é muito mais redonda, o que significa que não se aproxima tanto do Sol quanto o asteroide.

Os cientistas também determinaram que o astro acaba de se ocultar atrás do Sol, e por isso não poderá ser visto até princípios do próximo ano. A descoberta pode ajudar os astrônomos a estudar e encontrar diversos objetos estelares que podem impactar eventualmente contra o planeta.

 
conteúdo
History Brasil

Postar um comentário

0 Comentários